A discordância entre cientistas e joalheiros


 

DIAMANTE LAPIDADO                                                                 Fonte: Pinterest

 

Um diamante perfeito e com qualidade de gema é feito de retículos de carbono puro. Esta pureza elementar contribui para o brilho incomparável de um diamante quando definido em joias finas, mas oferece poucas informações sobre sua idade ou origem.

 

IMAGEM DE UMA GEMA DE  DIAMANTE BRUTO                                                    Fonte: Pinterest

Benefícios dos diamantes imperfeitos

Os diamantes imperfeitos, por outro lado, podem abrigar pequenos bolsões que revelam a história de como eles evoluíram. Então, quando Yaakov Weiss, um cientista adjunto do Observatório da Terra Lamont-Doherty da Universidade de Columbia, precisou de 10 diamantes para estudar, ele pediu a De Beers alguns espécimes de aparência triste.

“Gostamos daqueles que ninguém mais quer de verdade”, disse Weiss.

Especificamente, ele estava procurando por espécimes fibrosos e de aparência suja contendo impurezas sólidas ou líquidas que os desqualificam como joias, mas fornecem um tesouro de valiosas informações químicas para os cientistas.

Ao estudar os diamantes feios, Weiss e sua equipe desenvolveram uma maneira de resolver dois enigmas de longa data: a idade de cada diamante contendo fluido e a química de seu material original.

“Isso abre uma janela, bem, digamos, até mesmo uma porta, para algumas das grandes questões sobre a evolução das profundezas da Terra e dos continentes”, disse Weiss, o principal autor do estudo e professor sênior da Universidade Hebraica de Jerusalém. “Esta é a primeira vez que podemos obter idades confiáveis ​​para esses fluidos.”

Idade de um diamante

As descobertas foram publicadas recentemente na revista britânica Nature Communications. Acredita-se geralmente que a maioria dos diamantes forma 150 a 200 quilômetros (93 a 124 milhas) abaixo da superfície e são carregados para cima por poderosas erupções vulcânicas chamadas kimberlitos.

Usar inclusões sólidas como um indicador de idade pode ser impreciso porque as inclusões podem ou não ter se formado ao mesmo tempo que o próprio diamante. com o estudo – a matéria a partir da qual o próprio diamante se formou

Os fluidos encapsulados, por outro lado, são a “coisa real”, de acordo com o estudo – a matéria a partir da qual o próprio diamante se formou.

A busca para datar os diamantes

Weiss e seus colegas descobriram uma maneira de datar os fluidos medindo traços de tório e urânio radioativos e suas proporções com o hélio-4, um isótopo raro que resulta de sua decomposição.

Com base neste método, a equipe identificou três períodos distintos de formação de diamante na África do Sul, onde todos os 10 espécimes se originaram.

Descoberta de diamantes antigos

A equipe acredita que os espécimes mais antigos tomaram forma entre 2,6 bilhões e 700 milhões de anos atrás. As inclusões de fluidos daquela época apresentam uma composição distinta extremamente rica em minerais carbonáticos.

A próxima fase de formação de diamantes durou um período de 550 milhões a 300 milhões de anos atrás. O líquido nessas inclusões era rico em minerais de sílica.

A fase mais recente conhecida ocorreu entre 130 milhões e 85 milhões de anos atrás, de acordo com os pesquisadores. A composição do fluido nessas amostras era alta em compostos salinos contendo sódio e potássio.

Resultado da pesquisa

Isso sugere que o carbono a partir do qual esses diamantes se formaram não veio diretamente das profundezas da Terra, mas sim de um fundo do oceano que foi arrastado para baixo de uma massa continental por subducção.

Os cientistas destacaram outra descoberta intrigante: pelo menos um fluido de diamante encapsulado das eras mais antigas e mais jovens. Isso mostra que novas camadas podem ser adicionadas a cristais antigos, permitindo que diamantes individuais evoluam ao longo de vastos períodos de tempo.

Weiss observou que os métodos de sua equipe podem ser aplicados a espécimes descobertos em outras áreas produtoras de diamantes do mundo, incluindo Austrália, Brasil, Canadá e Rússia. Ele disse que o objetivo é desvendar as histórias profundas dessas regiões e desenvolver novos insights sobre como os continentes evoluem.

Gostou desse artigo? Deixe nos comentários se você prefere um diamante bruto ou um lapidadado!

Post anterior
Próximo post

0 comment. Escreva um comentário

Empty content. Please select category to preview

Outros artigos

Qual fantasia usar no Halloween?

O Halloween é uma data em que muitas pessoas aproveitam para se fantasiar e se divertir com os amigos ou a família. E escolher uma fantasia que lhe agrade pode se tornar bem complicado. Se você ain...

Conheça as argolinhas da Balbino!

No post de hoje você irá conhecer as novas argolinhas da Balbino. São peças que além de serem práticas, o que te ajuda na correria do dia a dia, são versáteis e combinam com qualquer look. Temos mo...

Rotina de cuidados com a pele: passo a passo

Confira como fazer uma rotina de cuidados simples e com opções que vão mudar a sua pele completamente.

Domingo,Segunda,Terça,Quarta,Quinta,Sexta,Sábado
Janeiro,fevereiro,março,abril,maio,junho,julho,agosto,setembro,outubro,novembro,dezembro
Não há itens suficientes disponíveis. Apenas [max] em estoque.
Adicionar a lista de favoritosNavegar na lista de favoritosRemover lista de favoritos
Carrinho de compras
Frete grátis para todos os pedidos acima de [money]
Quase lá, adicione mais [money] para obter FRETE GRÁTIS!
PARABÉNS! VOCÊ GANHOU FRETE GRÁTIS!

Seu carrinho está vazio.

Return To Shop

Estimativa de envio

Estimativa de envio

Carregando Ambiente Seguro